Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog Restart

A Restart é um centro de formação profissional que constitui um espaço único de formação, produção e animação cultural em Lisboa.

Festa dos Macacos na Restart

Macacos na Restart

Os Macacos ontem (19/12/2007) invadiram a Restart com os seus ritmos hiphoptizantes, aqui estão algumas das imagens que comprovam a sua energia em palco.

Quem não teve oportunidade de os ver na Restart, tem uma nova oportunidade no dia 10 de Janeiro no Lux, não percam!

CONCERTO | QWENTIN

Auditório Restart | 20 Dez _ 22:00

: : : : : ++++++++ : : : : : : : : : : +++++++++ : : : : : : : : : : ++++

 
 


Os Qwentin são a banda convidada para 3º concerto do ciclo LiveMusic@Restart. Depois da Soul e Hip Hop dos Soulbizness e Macacos do Chinês, damos lugar aos ritmos lo-fi e electrizantes do projecto Qwentin.

Todos têm um nome. O dele é Qwentin. Qwentin é um contador de histórias, constantemente à procura da sua identidade em cada história que conta. Vive num mundo onde tudo acontece por determinada ordem. Tal como nos filmes. Tal como na vida. Apesar dos déjà-vus e dos lugares-comuns, aqui também não há refrães.

Cada momento é um momento. Cada história é uma história. Cada história são diversas histórias. Que se cruzam e descruzam a cada frame que passa. E continuam o seu caminho.


Partindo do princípio de que a música não deve ter barreiras, os Qwentin traçaram o seu próprio caminho, criando uma sonoridade que só pode ser descrita como “única”. Argumentando em tantos idiomas quanto necessário para satisfazer as exigências de cada música, a banda transforma-se numa só entidade, um contador de histórias chamado Qwentin – um sonhador que acredita que todas as línguas do mundo podem ser perceptíveis, se a isso nos predispusermos.

O seu álbum de estreia, “Première!”, inclui 12 músicas/curtas-metragens, em línguas como castelhano, inglês, francês, italiano, português, holandês e esperanto. É através dessas histórias psi-fi que o ouvinte se perde, esquecendo os clichés do dia-a-dia, e experimenta o desconhecido – que começa na ponta do seu nariz.

Em termos de produção musical, os Qwentin levam o conceito lo-fi a um novo nível, privilegiando autenticidade em detrimento da sobre-produção. As suas actuações ao vivo over the top mesclam a crueza da energia rock, o drama teatral e vídeos intrigantes, resultando numa poderosa experiência audiovisual. Primeiro estranha-se. Depois, estranha-se ainda mais. E descobre-se, nessa estranheza, o conforto da familiaridade.

Produzido por Daniel Cardoso (Head Control System), “Première!” conta com a colaboração especial de Rui Duarte (Ramp) no tema “Mind (the) Thieves” e chegará às lojas a 12 de Novembro de 2007, através da Raging Planet e da Compact Records.

Um proposta sensorial para ver e ouvir na Restart, ou ver em transmissão em directo no Sapo Vídeos.

 

ANIMAÇÃO CULTURAL RESTART | Entrada Livre

CONCERTO | MACACOS DO CHINÊS

Auditório Restart | 19 Dezembro _ 22:00


: : : : : ++++++++ : : : : : : : : : : +++++++++ : : : : : : : : : : ++++

A Restart continua a mostrar o que mais fresco e inovador se faz em Portugal, em termos musicais. Os ritmos serão, intensos, eléctricos e hip(hop)notizantes com os Macacos do Chinês, projecto apadrinhado pela Enchufada, editora dos Buraka Som Sistema.
Macacos do Chinês
Em Novembro de 2007, a Enchufada, unidade de criação artística e musical dos Buraka Som Sistema, prepara-se para lançar um single de um novo projecto, os Macacos do Chinês. A aposta no single, enquanto formato inovador e promocional, é representativo de todo um trabalho a ser editado em álbum em 2008. Este single é constituído por três temas – “Plutão”, “Déjà-vu” e “Inspiração”.

Macacos do Chinês surgiram de uma vontade cósmica de reinventar a culinária portuguesa e reavivar as suas influências africanas, árabes, brasileiras, japonesas e de todas as culturas que Portugal tocou e a que não ficou indiferente, miscenizando-se quase como que por instinto. Marinado numa brincadeira de crianças, este projecto começa na Amadora, factor comum aos três membros fundadores, Miguel Pité, André Pinheiro e Pedro Silva. Mais tarde, juntam-se ao projecto tanto ao vivo como no estúdio Alexandre Talhinhas aka Al:x (dj membro dos Cooltrain Crew) e Tiago Morna. Tudo começou quando André e Miguel, ao ouvirem linguagens do mosaico das músicas urbanas como o grime e o dubstep londrino, experimentaram criar uma batida dentro daquele género, tendo nascido assim o primeiro tema, “Déjà-vu”. Mais tarde, juntou-se Pedro Silva que, ao cantar em crioulo, fazia com que a junção funcionasse. O Mc convidado que apoia Miguel Pité nas actuações ao vivo é Espectro Cliché, André Madeira.

Pouco tempo depois de terem criado uma página no myspace, começaram a surgir convites. Integraram a compilação “Novos Talentos FNAC 2007”, com o tema “Inspiração” e receberam o surpreendente convite para actuar em Londres no Festival Atlantic Waves 2007, a 8 de Novembro.

A sua música, com influências diversas, desde o grime, dubstep, hip-hop, ambientes orientais, guitarras portuguesas aos ritmos kuduro, reflecte a multiplicidade de expressões urbanas pós-hip-hop e o arriscar em mesclas e linguagens que contribuem com novos elementos para uma música popular portuguesa. Com este single, os Macacos vincam a sua vontade de que agora seja sempre a subir pela cadeia alimentar acima, até que o macaco esteja a par com os outros crescidos.

O concerto inicia-se às 22h, com entrada livre.
“Jump, jump, jump!! Jump Around!!!.

EXPOSIÇÃO _ Design Editorial "& ETC" | de 13 a 28 DEZ

& etc

A & etc é uma pequena editora, com um perfil bem definido, que edita essencialmente textos e autores de cariz alternativo. 


Dirigida desde 1974 por Vitor Silva Tavares, mantém até hoje uma política de baixas tiragens, poucas centenas de exemplares por edição, sem reeditar os seus títulos esgotados.

Tem no seu catálogo autores portugueses e estrangeiros como Alberto Pimenta, João César Monteiro, Álvaro Lapa, Herberto Hélder, António Ramos Rosa, Paul Lafargue, Antonin Artaud, Rilke, Sade, Trotski ou Roger Vailland.

Os seus livros apresentam um formato singular, pequeno e quase quadrado, com um grafismo e produção cuidados. Nas suas capas dominam a tipografia e ilustrações criadas por diversos artistas portugueses, entre eles Mário Cesariny, Cruzeiro Seixas e Julião Sarmento.

Tendo como objectivo mostrar trabalhos realizados em Portugal, nas mais diversas áreas e estéticas, a Restart convida todos os interessados em design em particular, e curiosos, em geral, a visitarem “& etc – editora literária - a exposição”.


AGRADECIMENTOS:
Manuel Melo| Claudia Clemente |

Rui Caeiro e Vítor Silva Tavares


Os Livros & etc podem ser adquiridos na Livraria de Artes | Rua da Rosa 145, Lisboa

 

ANIMAÇÃO CULTURAL RESTART | Entrada Livre

MOSTRA | IRREAL/SURREAL _

2 Retratos _ "& etc" e "Autografia"
AUDITÓRIO RESTART | 13 Dezembro _ 21:30

Mostra _ Irreal / Surreal

A Restart vai exibir duas obras recentes do cinema de documentário português, que reflectem universos pessoais de quem insiste em colorir a realidade.

Da persistência louca em manter a editora literária & etc, sem propósitos comercias no século XXI, vista por Cláudia Clemente, ao olhar inquietante e esperançoso com que Miguel Mendes nos introduz Mário Cesariny, um dos expoentes máximos da cultura contemporânea portuguesa.

O documentário "&etc" realizado por Cláudia Clemente, aluna do curso de Realização II 2006/2007 (Restart) foi reconhecido este ano como Melhor filme português de Curta Metragem do Doc Lisboa e na categoria nacional Under 25 do IMAGO – Festival Internacional de Cinema Jovem (Fundão).

Autografia” de Miguel Mendes ganhou o Melhor filme português de Longa Metragem do Doc Lisboa 2004. Actualmente encontra-se a realizar o filme "União Ibérica", um documentário sobre as personalidades de José Saramago e Pilar del Rio, sua mulher, com estreia prevista para o primeiro semestre de 2008.

AGRADECIMENTOS:
Atalanta Filmes

Pág. 1/2